Deputado Emidinho Madeira cria frente parlamentar contra a privatização de Furnas

Deputado quer a união de todos os mineiros contra a privatização da empresa

deputado

Deputado Emidinho Madeira (Foto: Reprodução/ascom)

O deputado estadual Emidinho Madeira anunciou, nesta quarta-feira (21), durante pronunciamento oficial no Plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, a criação da “Frente Parlamentar Contra a Privatização de Furnas”. Em seu discurso o deputado convocou todos os deputados mineiros a entrarem numa ampla mobilização em defesa da empresa que foi criada em 1957, pelo então presidente Juscelino Kubitschec. “Meus caros amigos aqui da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, sou da região onde fica a Hidrelétrica de Furnas e sei muito bem como foi a situação de muitas famílias quando foi construída a hidrelétrica. Era uma época em que o Brasil estava crescendo e precisava de energia para atender o processo de industrialização no período do presidente Kubitschec. Mas uma coisa que pouca gente lembra é dos grandes problemas ocasionados na época. Produtores rurais que tiveram suas terras inundadas, muitas famílias foram separadas com a formação do lago de Furnas. Mas enfim, após os últimos 60 anos, mesmo a duras penas, a região do lago de Furnas no Sul e Sudoeste de Minas se adaptou. O Lago foi transformado num dos maiores atrativos turísticos do Brasil e tudo isso se deveu aos esforços e altos investimentos de muita gente. Outro setor que foi muito desenvolvido é o de pescados. Uma infinidade de pescadores investiram na construção de tanques-rede e assim tiram o sustento de suas famílias. O setor agropecuário tem no lago de Furnas outra fonte de renda já que temos um dos maiores reservatórios de água doce do país. Eu gostaria de falar sobre esses dados porque são questões que envolvem diretamente a vida das pessoas. Poderia falar aqui de mais um monte de situações como os milhares de empregos que estão em risco, caso Furnas venha a ser privatizada e os investimentos sociais que a empresa realiza em todas as regiões onde está instalada. Não podemos deixar que Furnas seja privatizada e para isso estamos criando a Frente Parlamentar Contra a privatização de Furnas. Nós, como legítimos representantes do povo mineiro, não podemos assistir de braços cruzados, e muito menos aceitar uma tragédia que seria a privatização de Furnas. As perdas para Minas gerais serão para o resto da vida. A hora de nos unirmos é agora. Conto com a força e a união de todos vocês”, disse o deputado Emidinho Madeira.

A Eletrobras é a maior empresa de energia elétrica da América Latina. São 233 usinas, que produzem um terço da energia consumida no Brasil. A Empresa também é líder em transmissão de energia elétrica no Brasil com aproximadamente 70 mil quilômetros de linhas o que representa quase metade do total das linhas de transmissão desse tipo no país.

Criada em 1957, FURNAS opera e mantém um sistema pelo qual passa 40% da energia que move o País. Integram seu parque gerador 21 usinas hidrelétricas. Atualmente, FURNAS está presente no Distrito Federal e nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Goiás, Tocantins, Mato Grosso, Santa Catarina, Paraná e Rondônia e sua sede está localizada no bairro de Botafogo, na cidade do Rio de Janeiro.

Hoje a Eletrobrás já mostra sinais claros de recuperação e a retomada de rumos. Ainda é importante citar que a Eletrobras receberá, em contrapartida aos impactos da MP 579, até o ano de 2025, R$ 39,27 bilhões de indenização da Rede Básica do Sistema Existente (RBSE), por investimentos feitos. Estima-se que ao longo da história foram investidos R$ 400 bilhões na Eletrobras e hoje se fala em vender a estatal por somente R$ 20 bilhões.

Outro ponto é que não se pode ignorar o papel do Estado no setor energético de um país. Enquanto nos EUA, China e Canadá, a geração e transmissão de energia elétrica são vistas como áreas estratégicas (eventualmente protegidas até por forças militares) por estarem vinculadas à soberania nacional, no Brasil estamos indo na direção contrária. Os maiores países do mundo em território consideram as usinas hidrelétricas como estratégicas, muito além de sua função de gerar energia.




One thought on “Deputado Emidinho Madeira cria frente parlamentar contra a privatização de Furnas

  1. Antenor Mota

    A maior empresa da América Latina não pode ser entregue a preço de banana, a Eletrobras é uma empresa rentável, autosuficiente e gigantesca e isso não foi em vão, foi com muito trabalho e técnica, parabéns Deputado pela luta.

    responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.