InovaCafé recebe cafeicultores de nove países da América Latina

A vinda fez parte de circuito promovido pela Coordenadora Latino-Americana e do Caribe de Pequenos Produtores e Trabalhadores do Comércio Justo (CLAC)

Visitantes conheceram a Unidade de Torrefação do café CafEsal, produzido na UFLA (Foto: Divulgação/ASCOM)

Técnicos agrícolas de nove países da América Latina realizaram visita, nos dias 11 e 12/09, às dependências da Agência de Inovação do Café (InovaCafé) da Universidade Federal de Lavras (UFLA). Os visitantes, advindos de países como Bolívia, Colômbia, Costa Rica, El Salvador, Equador, Guatemala, México, Nicarágua e Peru, são membros de 15 cooperativas de pequenos produtores de cafés de regiões de montanha. A vinda fez parte de circuito promovido pela Coordenadora Latino-Americana e do Caribe de Pequenos Produtores e Trabalhadores do Comércio Justo (CLAC) e envolveu somente produtores com certificação Faitrade (Comércio Justo).

Ao longo de dois dias, os técnicos – acompanhados do coordenador de Produção e Mercado de Café da CLAC/Fairtrade, João Carlos Schmölz de Mattos, e da gestora de Fortalecimento e Desenvolvimento da CLAC no Brasil, Paola Silva Figueiredo – procuraram absorver informações, tecnologias e inovações sobre toda a cadeia produtiva do café e, principalmente, ligadas à mão de obra e à mecanização.  Segundo relatos, a falta de mão de obra para a cafeicultura é um dos principais problemas enfrentados por grande parte dos países produtores. A motivação da visita se deu em virtude do reconhecimento da UFLA, nacional e internacionalmente, como geradora de conhecimentos na área, fruto do trabalho de 140 pesquisadores.

A visita

Heitor Parreiras explanou sobre os custos de produção (Foto: Divulgação/ASCOM)

No primeiro dia, a comitiva foi recepcionada pelo coordenador da InovaCafé, Luiz Gonzaga de Castro Júnior, pelo chefe do Departamento de Agricultura (DAG), Rubens José Guimarães, pela pós-doutoranda Dalyse Toledo Castanheira e pelo pesquisador do Centro de Inteligência em Mercados (CIM) e coordenador do projeto Campo Futuro na UFLA, Heitor Parreiras.

Após boas vindas, foi realizada prova de xícaras com cafés de experimento de fermentação, atividade coordenada pelo professor do DAG, Virgílio Anastácio Silva, e passeio por toda a estrutura do complexo InovaCafé. Na sequência, houve apresentação de Guimarães sobre o manejo da lavoura cafeeira. As atividades tiveram continuidade com visita à vitrine de cultivares do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia do Café (INCT do Café), acompanhada do coordenador do órgão, professor Mário Lúcio Vilela de Resende.

No período da tarde, os produtores assistiram a palestra “Custos de produção e características produtivas da cafeicultura de montanha no Brasil”, proferida por Heitor Parreiras, além de visitarem os experimentos “Otimização de Água na Cafeicultura” e “Plantas de Cobertura”, ambos realizados pelo Núcleo de Estudos em Cafeicultura (Necaf/UFLA). Já o segundo dia foi dedicado às palestras “Colheita, Pós-Colheita e Qualidade”, comandada por Virgílio Anastácio, e “Colheita Seletiva e Mecanização”, conduzida pelo professor do Departamento de Engenharia (DEG), Fábio Moreira.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.