Macacos são encontrados mortos no bairro Centenário, em Varginha

Animais foram enviados para análise em Belo Horizonte

Macacos

Macacos são encontrados mortos no bairro Centenário, em Varginha (Foto: Reprodução / Redes Sociais)

Dois macacos foram encontrados mortos no bairro Centenário, em Varginha, entre domingo (14) e esta terça-feira (16). Segundo a coordenadora do Setor de Epidemiologia da Secretaria de Saúde, Roseane Silva, amostras dos animais já foram enviadas para análise na Fundação Ezequiel Dias (Funed), em Belo Horizonte.

Ainda conforme a coordenadora, devido à localização dos animais, será feita uma área de isolamento na região onde eles foram encontrados. Agentes de saúde também devem visitar todas as casas para saber quem ainda não foi vacinado contra a febre amarela.

Cerca de 5 mil doses da vacina serão distribuídas para vacinação nos postos de saúde do município. No próximo sábado (20), será feito um mutirão para organizar e atualizar o banco de dados do Programa Nacional de Imunização. No domingo (21), será intensificada a vacinação na zona rural, de 8h às 16h, com atualização de cartões e visita casa a casa.

Outros macacos mortos e caso suspeito em humano

No último fim de semana, dois macacos foram encontrados mortos em Munhoz. Um dos animais foi enviado para a análise, enquanto o outro foi enterrado.

Já em Poço Fundo, a Secretaria Estadual de Saúde investiga a morte de um homem de 88 anos supostamente por febre amarela. A suspeita é que ele possa ter contraído a doença durante uma viagem.

Segundo a Superintendência de Saúde de Alfenas, o idoso viajou antes do Natal para o Mato Grosso e, em seguida, para Mairiporã, em São Paulo. Ele voltou para Poço Fundo no dia 4 de janeiro, quando começou a apresentar febre alta. A vítima foi levada a um hospital de Mairiporã, onde faleceu na última semana.

Febre amarela

A febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda, causada por um vírus transmitido por mosquitos vetores, e possui dois ciclos de transmissão: silvestre (quando há transmissão em área rural ou de floresta) e urbano. O vírus é transmitido pela picada dos mosquitos transmissores infectados e não há transmissão direta de pessoa a pessoa. Nas cidades é transmitida principalmente por mosquitos da espécie Aedes aegypti.

Os sintomas iniciais da febre amarela incluem o início súbito de febre, calafrios, dor de cabeça intensa, dores nas costas, dores no corpo em geral, náuseas e vômitos, fadiga e fraqueza.

A presença em macacos é um indicador de que o vírus esteja circulando em determinadas áreas. No entanto, o macaco também é vítima da febre amarela e não causador da doença.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.