Parceria prevê projetos de pesquisa em eficiência energética para o campus Poços

Termo de cooperação contempla redução de gastos com energia e desenvolvimento de pesquisas

projeto

Projeto contemplará estudos teóricos e experimentais de sistemas de energia solar fotovoltaica (Foto: Assessoria de Comunicação DME Poços de Caldas Participações S.A.)

No mês de setembro, a UNIFAL-MG firmou Termo de Cooperação com o Departamento Municipal de Eletricidade – DME, concessionária responsável pela distribuição e por parte da geração de energia elétrica para todo o município de Poços de Caldas. A parceria prevê a realização de projetos prioritários e estratégicos, previamente aprovados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), utilizando recursos dos Programas de Eficiência Energética (PEE) e Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) da Agência.

Sob a coordenação da professora Izabella Carneiro Bastos, do Instituto de Ciência e Tecnologia – campus Poços de Caldas, o projeto contemplará estudos teóricos e experimentais de sistemas de energia solar fotovoltaica, através da implantação de miniusina solar fotovoltaica, analisando os impactos desse tipo de geração na rede de distribuição de eletricidade. “Desde dezembro de 2016, coordeno em parceria com a empresa DME Distribuição S/A, a elaboração do projeto de pesquisa intitulado ‘Alocação Ótima e Avaliação dos Impactos dos Níveis de Penetração da Geração Fotovoltaica no Desempenho da Rede de Eletricidade da DME Distribuição S/A’, relacionado à chamada prioritária e estratégica em Eficiência Energética”, conta Profa. Izabella. De acordo com a coordenadora do projeto, o valor total do investimento será de R$ 1.307.493,60.

Com duração de 36 meses, o projeto será desenvolvido no campus Poços de Caldas, o que beneficiará diretamente a Universidade, a partir da redução da conta de energia em aproximadamente 40%.  No âmbito acadêmico, a parceria proporcionará a criação de uma nova linha de pesquisa no Programa de Pós-Graduação em Engenharia. “A cooperação garantirá a formação de recursos humanos com conhecimento ao assunto abordado, gerando bolsa de estudos a serem aplicados em dissertação de mestrado e Iniciação Científica, além de artigos científicos em revistas especializadas, bem como consolidação e integração do grupo de pesquisa na Universidade. No campo tecnológico, o projeto possibilitará a implantação do Laboratório Avançado de Pesquisa em Eficiência Energética – LAPEE,  com equipamentos de última geração, que poderá servir de referência regional no setor de distribuição elétrica”, pontua a professora.

Mais eficiência energética no campus Poços de Caldas

Em relação aos aspectos de eficiência energética, a equipe, composta pela professora e pelo engenheiro eletricista Charles Guimarães Lopes, atual coordenador de Projetos e Obras da Pró-Reitoria de Planejamento, Orçamento e Desenvolvimento Institucional, explica que as ações beneficiarão diretamente a Universidade: “Será instalada uma planta fotovoltaica, que é uma usina de geração de energia solar com capacidade de 80 kW com substituição de 2700 lâmpadas fluorescentes para lâmpadas LEDs; criaremos também uma Comissão Interna de Conservação de Energia (CICE)”.

A equipe enfatiza que a  cooperação com o DME poderá favorecer também a disseminação de conhecimentos e práticas de eficiência energética e geração distribuída na grade curricular; experiência visando replicar ações voltadas à eficiência energética e geração distribuída em outros prédios públicos; redução de barreiras técnicas, financeiras, jurídicas, administrativas e tecnológicas para a implantação de minigeração em instituições públicas e publicações técnico-científicas.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.