Polícia abre investigação após ‘ranking do sexo’ expor moradoras de Muzambinho

Polícia vai apurar a origem do ranking

polícia

Polícia abre investigação após ranking do sexo’ viralizar e expor moradoras de Muzambinho (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Polícia Civil abriu inquérito para apurar a origem de um ranking, que expõe intimidades sexuais e faz ofensas a mulheres maiores e menores de idade, moradoras de Muzambinho, no Sul de MG. O caso ganhou repercussão após o conteúdo viralizar por meio de compartilhamentos em grupos de mensagens instantâneas na cidade, que tem pouco mais de 20 mil habitantes. Além de citar nomes, o ranking também atribui adjetivos pejorativos às vítimas.

O delegado Sílvio Sérgio Domingues, da Polícia Civil, contou que diversas mulheres já procuraram tanto a delegacia quanto a Polícia Militar para registrar boletins de ocorrência por terem sido citadas no texto intitulado “TOP 100 Put…de Muzambinho”. Além disso, ainda segundo o delegado, o compartilhamento de listas com diversos teores tem sido comum na cidade e um inquérito vai ser aberto para apurar o caso.

Os envolvidos podem responder por crimes como ameaça, calúnia, difamação, injúria e até falsa identidade, no caso de perfis falsos usados para compartilhar.

O ranking

Considerado machistas nas discussões em redes sociais, o ranking compartilhado traz o nome de mais de 100 mulheres de várias idades, casadas e solteiras, atribuíndo a elas o adjetivo de “put..”. Em vários dos nomes, o autor atribui às mulheres posições sexuais e ofensas, como “só tem cara de santa”, “a pior”, “quem nunca”, além de várias outras com palavras de baixo calão.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.