Mostra de Cinema Falsete acontece em Alfenas no Dia dos Pais

Mostra de Cinema será realizado no Pátio da Igreja Matriz

Mostra

Mostra de Cinema Falsete apresenta um documentário onde 10 compositores falam de suas impressões sobre diversos aspectos que compõem a música sulmineira (Foto: Divulgação/ASCOM)

Em homenagem ao Dia dos Pais, no dia 13 de Agosto (domingo), acontece em Alfenas a Mostra de Cinema Falsete, no Pátio da Igreja Matriz, das 20 às 22 horas, com entrada franca.

Falsete – o que é de Naturetat, negare pot! é o primeiro documentário de longa-metragem produzido por artistas sulmineiros sobre a música do Sul de Minas Gerais.

Ao longo do documentário, 10 compositores falam de suas impressões sobre diversos aspectos que compõem a música sulmineira. O que é? O que tem? Como acontece? Influências, dificuldades, expectativas sobre o viver a música e viver da música independente. Mais de 15 cidades foram utilizadas como locação do filme, que tem uma fotografia privilegiada pelas paisagens da região.

Compositores como o alfenense Casquídeo participam do documentário ao lado de Fernando Brant, Ceumar, Ivan Vilela, Sergio Santos, entre outros sulmineiros. O filme traz 10 canções inéditas compostas pelos entrevistados numa produção de muito cuidado e qualidade.

O filme tem direção de Rodrigo Infante, produção de Wolf Borges, direção de áudio de Deivid Santos e é conduzido por sua diretora executiva, a cantora e atriz Jucilene Buosi. “Foram dois anos de produção, convivendo com a linguagem do cinema – que era novidade para nós – e aprendendo também a valorizar cada dia mais a nossa cultura e nossos representantes”.

Ainda segundo a produtora, “esta não é uma história definitiva, apenas um recorte, um pequeno recorte, de todo o potencial artístico e musical de nossa região, que cabe ser descoberto e documentado em muitas outras iniciativas como esta”.

Ainda compõe a Mostra dois curta-metragens, sendo um deles uma homenagem à cidade de Alfenas, com o filme produzido por Bruno de Souza, “Um canto para dormir”, que obteve 3º lugar na Mostra de Cinema de Fama, em maio deste ano. O curta tem ingredientes de terror e suspense, mas, sobretudo, é uma trama que retrata questões como o racismo, a misoginia e a dura realidade enfrentada pelo negro, tendo como cenário a vida rural nos idos de 1870.

Cinema, pipoca, arte e cultura sulmineiras integram este evento realizado pela produtora Mecenaria Brasil, com patrocínio da Codemig e do Governo do Estado de Minas, e o apoio da Prefeitura Municipal de Alfenas, por meio da Secretaria de Educação e Cultura.




Expresse sua opinião. Comente a matéria acima!