Interação com cães contribui para a reabilitação de idosos e crianças em Alfenas

Projeto visa promover benefícios na saúde física e mental aos idosos do Lar São Vicente de Paulo em Alfenas

projeto

Projeto “Cão Terapia” beneficia idosos asilados e crianças com deficiências em Alfenas

Projeto de extensão da UNIFAL-MG tem beneficiado idosos asilados e crianças com deficiências em Alfenas, por meio da interação com cães que auxiliam na reabilitação. Essa é a proposta do “Cão Terapia”.

Sob a coordenação dos professores, Manuella Carvalho da Costa, da disciplina de Histologia Básica; e Vinícius Xavier da Silva, da disciplina de Zoologia; o projeto visa promover benefícios na saúde física e mental aos idosos do Lar São Vicente de Paulo em Alfenas, crianças das creches da cidade e, também, com deficiências (síndrome de Down), além de pacientes com câncer. “A intenção é promover uma melhora da capacidade motora, aumento da autoestima, estimular a interação social e, promover ainda, um efeito calmante aos participantes”, explica Profa. Manuella.

De acordo com a coordenadora, a proposta foi idealizada pela médica veterinária Cynthia Martins e transformado em projeto de extensão, a partir de sua participação voluntária na ação. “Eu assisti uma matéria na internet sobre uma visita feita no Lar São Vicente de Paulo e entrei em contato com a Cynthia pelo Facebook. A princípio, a ideia era participar do projeto como voluntária, uma vez que sou veterinária também e amante de animais; mais tarde, surgiu a ideia de transformar a CãoTerapia em projeto de extensão da UNIFAL-MG”, narra.

O projeto conta atualmente com o apoio da veterinária Cynthia Martins; de uma bolsista do curso de Ciências Biológicas da Universidade, a aluna Kátia Fernanda da Paz Almeida; e cerca de outros 20 estudantes voluntários, de diversos cursos da UNIFAL-MG e da Unifenas. “O único critério exigido para participar do projeto é gostar de animais e ter afinidade com o público-alvo”, explica Profa. Manuella.

Os animais, protagonistas do projeto, são selecionados por apresentarem um comportamento dócil e relacionarem bem com idosos e crianças. “Os animais pertencem aos proprietários que frequentam a clínica da veterinária Cynthia”, conta a coordenadora.

Conforme a professora, existe também um gato e um cão da veterinária, inseridos no projeto, além da cadelinha Pituca, sem raça definida (SRD), adestrada para esse trabalho.

Em reportagem para o Portal Alfenas Hoje em 2016, quando o projeto extensionista teve início, a veterinária Cynthia Martins explicou que a seleção dos animais é rigorosa, pois além de avaliar o comportamento é preciso se atentar para as condições de saúde do cão, visto que os animais entram em contato com pessoas com baixa imunidade.

Para a coordenadora do projeto, a experiência tem sido muito proveitosa, pois a interação com os animais favorece a recuperação dos idosos e crianças estimulando a socialização, sentimento de segurança, motivação e aumento da autoestima. “A convivência entre os cães e seres humanos proporciona inúmeros benefícios, do ponto de vista fisiológico, por exemplo: reduz a incidência de doenças cardiovasculares, reduz os níveis de triglicérides, colesterol, pressão arterial, da frequência cardíaca, da depressão, da dor, melhor recuperação e maior taxa de sobrevivência a infartos do miocárdio, aumenta a imunidade, diminuição do estresse, maior bem-estar psicológico, maior taxa de recuperação de doenças psiquiátricas e o aumento da autoestima”, enumera a coordenadora.

Profa. Manuella ressalta também que as atividades contempladas no Cão Terapia beneficiam ainda, os estudantes da UNIFAL-MG e demais envolvidos na atuação direta com o público-alvo. “O projeto promove ainda, a interação entre os estudantes da UNIFAL-MG, o público-alvo e a equipe multidisciplinar que acompanha os participantes, constituída por profissionais da área da saúde humana, animal e educação, permitindo a troca de conhecimento e experiência entre diferentes segmentos da sociedade alfenense”, destaca. Conforme a professora, essa troca permite discutir questões sociais como o papel do idoso na sociedade, a questão da inclusão social e escolar de crianças excepcionais.




Expresse sua opinião. Comente a matéria acima!