Dirigente sindicalista se apresenta as autoridades após atirar em filho de um polícial em Alfenas

Sindicalista alegou que foi perseguido pela vítima em frente à sede local Central Única dos Trabalhadores

Sindicalista

Sindicalista Cláudio Roberto Américo (Foto Reprodução Rede Social)

Sindicalista Cláudio Roberto Américo, 42 anos, suspeito de ter efetuado disparos de arma de fogo contra o filho de um policial no final de semana, se apresentou à Polícia Civil nesta segunda-feira (12). Ele contou a sua versão e responderá a um inquérito policial, instaurado na 2ª Delegacia Regional de Polícia Civil.

De acordo com o delegado Márcio Bijalon, Américo alegou que foi perseguido pela vítima um homem de 35 anos. Em frente à sede local da CUT (Central Única dos Trabalhadores), na avenida Governador Valadares, essa vítima teria pego “algo”, o que gerou a reação do sindicalista com os disparos, conforme a versão.

Ainda segundo Bijalon, o sindicalista disse em depoimento, que efetuou dois disparos para o solo e um para o alto. Um dos disparos atingiu de raspão as nádegas da vítima.

Já a vítima alegou a Polícia Civil que, depois da discussão, ele estava indo embora quando viu o suspeito parar no meio da avenida e efetuar os disparos contra ele. O caso está sendo investigado.




Expresse sua opinião. Comente a matéria acima!